Ziêr faz balanço de seu mandato

Vereador integra a bancada do PDT na Câmara Municipal – Foto: Genilson de Lima

Vereador integra a bancada do PDT na Câmara Municipal – Foto: Genilson de Lima

O vereador Ziêr Férrer (PDT) utilizou seu tempo na tribuna nesta quarta-feira, 14, para fazer um balanço de seu mandato, apresentando o que considera seus principais projetos para a cidade. O vereador destacou projetos como Ambulância no Bairro e a oferta da disciplina de Ética e Cidadania nos colégios municipais de Fortaleza.

Ziêr iniciou sua fala afirmando que o dever de um político é trabalhar sempre pensando na coletividade, e disse que acredita estar fazendo isso no seu mandato. Ele comentou que está sempre andando nos bairros carentes da cidade procurando encontrar meios de resolver os principais problemas e afirmou que uma de suas respostas foi a criação do projeto Ambulância do Bairro.

“Quantas pessoas querem fazer fisioterapia, quantas pessoas que estão com feno quebrado neste momento e não tem como se deslocar porque não tem um tostão no bolso? Fora isso tem pessoas que precisam fazer hemodiálise, quimioterapia, radioterapia e não podem contar com coisas como o Bilhete Único porque eles ficam sem condições, ficam desorientados pra usar o transporte público. Só funcionaria se existisse uma ambulância para esperar o paciente, e é justamente isso que eu propus”, explicou.

O parlamentar também destacou outro projeto de sua autoria que disponibiliza o transporte público, ônibus ou topic, para pessoas de baixa renda que tiveram membro da família falecido, para locomoção dos familiares ao cemitério.

“Uma pessoa humilde, os irmãos e filhos não podem fazer uma última despedida porque não tem um carro ou mesmo dinheiro pra todo mundo pegar ônibus. Esse é um projeto que vai beneficiar muitas pessoas”, afirmou.

Ziêr ressaltou também o projeto de lei que inclui nos programas policiais locais, mensagens preventivas de cunho social durante sua transmissão. Para o vereador, muitas pessoas assistem aos programas policiais durante o almoço, e acredita que mensagens educativas podem ajudar as pessoas a terem maior consciência cidadã.

Por último, o vereador cobrou da gestão municipal a inserção da disciplina “ética e cidadania” na grade curricular do ensino fundamental público municipal. De acordo com o parlamentar, a disciplina pode cobrir uma lacuna sobre consciência cidadã que muitas vezes os pais e familiares não conseguem ensinar aos filhos.

“Nós estamos aqui apenas temporariamente, mas estamos preocupados com as crianças que representam o futuro do Brasil, que representa o futuro da cidade e do estado. Eu só queria que os alunos da rede pública aprendessem a conviver com essa disciplina que muitas vezes os pais não tem condições de educar. E essa disciplina é imprescindível na construção da cidadania de nossas crianças”, concluiu.