Idalmir Feitosa apresenta moção de repúdio ao governo Temer

Vereador é 1º Secretário da Câmara Municipal. Foto: Érika Fonseca.

O vereador Idalmir Feitosa (PR), ao fazer uso do tempo do Pequeno Expediente, na sessão ordinária desta quarta-feira, 23, apresentou uma moção de repúdio ao presidente Michel Temer, ao ministro da Fazenda Henrique Meirelles e ao ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão Dyogo Oliveir pela decisão de baixar em R$ 10 reais, o valor do aumento do salário-mínimo para o ano de 2018. De acordo com o parlamentar, a decisão do governo é um verdadeiro crime contra a classe trabalhadora.

Idalmir ressaltou que o valor do salário-mínimo proposto para o próximo ano ainda está muito distante do valor considerado como “necessário”, segundo cálculo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). “Enquanto resolvem baixar em R$ 10, o aumento do salário-mínimo brasileiro, o Governo ignora os R$ 426 bilhões que não são repassados pelas empresas ao INSS. Discordo totalmente dessa decisão pois acho um verdadeiro crime e abuso em relação a politica social e a classe trabalhadora.”, criticou.

Assessoria de Imprensa
Anna Regadas
Fone: +55 85 3444.8304
Instagram: @cmforoficial
Twitter: @camaracmf
Facebook: http://www.facebook.com/cmfor