Dr. Eron defende procedimento de laqueadura em mulheres após parto

Dr. Eron é líder do PP na Câmara Municipal – Foto: Érika Fonseca

O vereador Dr. Eron (PP) utilizou seu tempo no pequeno expediente desta quarta-feira, 6 de setembro, para defender o procedimento de laqueadura em mulheres logo após o parto do segundo filho. Segundo o parlamentar, a espera obrigatória de 45 dias após o parto do segundo filho para poder realizar a ligadura das trompas, atrapalha no planejamento familiar adequado.

Dr. Eron explicou que a espera obrigatória dos 45 dias para a realização da ligadura das trompas se deve para caso o segundo filho, nesse tempo, tenha uma morte súbita, mas ressaltou que a própria lei sobre esse assunto garante a mulher a cirurgia para reverter o processo. “É um direito da mulher exigir que o Estado faça a recanalização tubária, que ela engravide novamente. Quantas mulheres engravidam porque a condição social não permite ter um planejamento familiar?”, indagou.

O parlamentar apontou que há casos de mulheres que acabam engravidando nesses 45 dias de espera e que isso acaba gerando um problema para ela e sua família que pode não ter condições de criar um terceiro filho adequadamente. “As vezes não dá pra se criar mais um filho e acaba gerando um problema social porque não tem condições de criar um terceiro filho e as vezes deixa com a avó do menino e pode acabar gerando situações de dificuldades. É importante que se mude essa exigência de fazer laqueadura somente 45 dias depois após o parto do segundo filho”, concluiu.

Assessoria de Imprensa
Felipe Macedo
Câmara Municipal de Fortaleza – CMFor
Fone: + 55 85 3444.8304
Instagram: @cmforoficial
Twitter: @camaracmf
Facebook: https://www.facebook.com/cmfor/