Câmara realiza sessão solene em comemoração aos 16 anos da Comunidade Canção Nova em Fortaleza

Solenidade alusiva aos 16 anos da Comunidade Canção Nova – Foto: Érika Fonseca.

A Câmara Municipal de Fortaleza realizou nesta terça-feira (05) Sessão Solene em Comemoração aos 16 anos de missão da Comunidade Canção Nova em Fortaleza. A homenagem foi proposta pelo vereador Jorge Pinheiro (PSDC), através do requerimento 3550/2017, aprovado por unanimidade pela Casa Legislativa. A sessão foi presidida pelo vereador Jorge Pinheiro, no ato representando o presidente da CMFor, vereador Salmito Filho (PDT)

A mesa foi composta pelas seguintes personalidades: vereador Adail Junior, primeiro vice-presidente da CMFor; Padre Alexsandro de Lima Freitas, responsável pela Missão Canção Nova em Fortaleza; Benedito Afonso Ibiapina, coordenador do Queremos Deus; Luis Eduardo Lopes Junqueira, membro do Segundo Elo da Comunidade Canção Nova, Padre Luis Carlos Alves, membro da comunidade Canção Nova.

Em sua saudação aos presentes, o vereador Jorge Pinheiro destacou a importância da comunidade católica Canção Nova na sociedade fortalezense. Segundo ele, foi em agosto de 2001 a inauguração da comunidade e da TV Canção Nova em Fortaleza. “A TV funcionou de forma plena até 2003, mas a comunidade permaneceu, trazendo a evangelização através dos grupos de orações e trabalhos comunitários. Hoje a Missão Canção Nova, idealizada pelo padre Jonas Abib, continua com uma casa na Rua Tertuliano Potiguara, na Aldeota, mantendo o seu carisma junto aos irmãos que participam dos seus diversos grupos de evangelização. No local foi criada em 2009 uma loja com produtos que tratam da espiritualidade e da fé”, destacou.

“Hoje estamos aqui no coração de Fortaleza, que é a Câmara Municipal de Fortaleza, para prestar uma justa homenagem a Missão Canção Nova em Fortaleza, e no final dessa celebração, que trará com certeza lembranças dos feitos de Deus e todas as graças recebidas, poderemos também renovar o nosso compromisso com essa obra divina. A Canção Nova é a mãe de diversas comunidades católicas em Fortaleza e no Ceará que fazem a diferença em nossa sociedade. Portanto, a nossa gratidão a todos que fazem essa grande obra, que vem trabalhando também para que no futuro, Fortaleza se torne a cidade da paz, porque foi proclamado que um dia Fortaleza não será visitada apenas por suas belezas e praias, mas por ser as cidade da paz,”concluiu.

Em seguida foi apresentado um vídeo institucional da Missão Canção Nova. A palavra foi dada ao coordenador do Queremos Deus e um dos responsáveis pela vinda da Canção Nova para o Ceará, Benedito Afonso Ibiapina. Ele disse que um dia ouvindo a Rádio Iracema ouviu uma pregação do Padre Jonas Abib, que o emocionou. Afirmou que se identificou com a forma de evangelizar que o sacerdote trazia. Dias depois recebeu um convite de um empresário para uma reunião e nesse encontro ele recebeu a proposta de assumir um canal de TV na Capital.

Relatou que foi ao encontro do Arcebispo Dom Antonio Tosi Marques, que não aceitou a proposta, mas indicou a Canção Nova para ficar a frente desse trabalho. Ressaltou que entrou em contato com o Padre Jonas Abib que concordou e assim nasceu a TV Canção Nova em Fortaleza. “Essa é uma história  do amor de Deus para expandir o carisma da semente de uma nova geração. E a escolha dessa data para essa celebração não poderia ser melhor. Estamos no advento, preparando a segunda vinda de Jesus”, concluiu.

O outro orador foi o Padre Alexsandro de Lima Freitas, responsável pela Missão Canção Nova em Fortaleza. Ele afirmou que o hoje Monsenhor Jonas Abib, com certeza ficaria muito feliz de presenciar a homenagem. “São 16 anos de história, e hora de renovar nossos compromissos com essa causa. E pergunto: o que Deus quer de nós? É hora de caminhar de pés firmes e buscar novos horizontes. Agradeço a Câmara Municipal e ao vereador Jorge Pinheiro por esse momento. Os membros da Canção Nova vibram com esse canto em seu peito. Somos gratos ao Padre Jonas, ao Ibiapina e ao Arcebispo Dom José Antonio Tosi Marques, por proporcionarem a vinda da Canção Nova para cá. Hoje sabemos que há uma melodia que é de nossa incumbência. Ai de nós se não cantarmos uma Canção Nova. Deus nos dá um canto novo e sempre nos chama para a novidade, mas sempre respeitando nossos limites. Ele nos chama para cantar uma canção nova que chegue aos corações de todos”, concluiu.

Foi feita, em seguida, a entrega de certificados de participação na Sessão Solene à Benedito Afonso Ibiapina; Luis Eduardo Lopes Junqueira; Maísa Barbosa; José Maria de Caminha, Catarina Pinto de Lima; Clotilde Cavalcante Elias; Ladir Edinair Pereira; Vidal de Vasconcelos Neto e Maria de Fátima dos Santos. O vereador Jorge Pinheiro também fez a entrega de uma placa em comemoração aos 16 anos da Comunidade Canção Nova, ao padre Alexsandro de Lima Freitas.

Representando os homenageados falou o senhor Luis Eduardo Lopes Junqueira, que afirmou que a solenidade também é um encontro de famílias. “Como quem olha um mosaico e não entende bem o que ele forma, mas com o tempo ele se encaixa e o quadro se compõe. Essa data, agosto de 2001, é marcada como o início da Canção Nova em Fortaleza, mas a história é mais antiga, pois data da década de 80, quando o Padre Jonas veio a um encontro da Renovação Carismática em várias cidades do Nordeste, iniciando por Fortaleza. O programa que o Ibiapina falou era o “Estou no meio de nós”, que era gravado em São Paulo e enviado por fitas cassetes ou de rolo para todo o País e era veiculado com auxilio de pessoas amigas. Aqui o José Maria de  Caminha foi essa pessoa. Primeiro foi pela Rádio Iracema e depois pela Assunção”, destacou.

Junqueira destacou as fases de implantação da comunidade em Fortaleza, com a vinda de missionários, o apoio da Arquidiocese, dos voluntários e dos fiéis durante a trajetória, com destaque para Marluce Morais, falecida em 2015, que atendendo o pedido do Padre Jonas Abib veio de Salvador para Fortaleza para ficar a frente dos trabalhos, “tivemos tantos outros colaboradores e hoje temos muitos que doam um dia de trabalho para nossa comunidade. Por isso agradecemos a todos que fazem parte dessa missão. O mosaico continua em construção e precisa sempre da presença e do apoio de cada um”, concluiu. Em seguida aconteceram apresentações musicais e o evento foi concluído com uma oração com todos os presentes.

Breve Histórico

A comunidade Canção nova chegou a Fortaleza no ano de 2001, e aqui se estabeleceu a produtora de TV por dois anos. Após este período, a comunidade mudou de endereço e também o modo de atuação passando a evangelizar exclusivamente através dos encontros, missas e grupos de oração. Passou por algumas fases de produção de mídia na internet,  chegou a alcançar mais de 140 mil seguidores em sua página no Facebook.

Há 16 anos tem endereço fixo na Rua General Tertuliano Potiguara, 452, Aldeota, onde está localizada a casa de evangelização. As atividades acontecem durante toda a semana, além dos eventos agendados durante o ano.

A Comunidade Canção Nova é uma comunidade carismática católica, fundada por padre Jonas Abib e reconhecida pelo Pontifício Conselho para os Leigos como associação internacional privada de fiéis, dotada de personalidade jurídica (cfr. CIC, cân. 298-311; 321-329) e tem sua sede na cidade de Cachoeira Paulista  (SP), Diocese de Lorena, São Paulo – Brasil.

O termo “Canção Nova” corresponde ao Cântico Novo, tema que perpassa toda a história da salvação: é o cântico dos remidos, o cântico das mulheres e homens novos para o Mundo Novo. A Comunidade Canção Nova assume o compromisso de ser este cântico para a Igreja e para o mundo. A Comunidade Canção Nova pretende ser na Igreja, a “Casa de Maria”, entendendo tal expressão no sentido bíblico: da descendência de Maria, da raça de Maria, sua Mãe e educadora.

A Comunidade Canção Nova é um corpo associativo de fiéis cristãos formado de mulheres e homens; jovens e adultos; solteiros, casados e celibatários, sacerdotes e diáconos, que assumem a vivência mais radical da consagração a Deus feita no Batismo e na Crisma, em função do apostolado, numa vida em comunidade, conforme o estado de cada um. Tal vivência inspira-se na prática dos conselhos evangélicos, adaptada à vida secular.

O fundamento da Comunidade Canção Nova é o Evangelho: viver e comunicá-lo de maneira integral, na eficácia do Espírito Santo, enquanto esperam e apressam a vinda gloriosa do Senhor (cf. 2Pd 3,12), deve ser o empenho de todos os membros.